Os iPods se foram. Quais as melhores formas de escutar música com qualidade?

Agora que os iPods se foram, confira quais as melhores formas de se escutar música com qualidade e continuar curtindo seus artistas favoritos.

A Apple anunciou em maio de 2022 que está descontinuando o último iPod lançado, conforme todos já esperavam, ficou claro que não há planos para o lançamento de um novo iPod. Esse movimento da "maçã" até demorou para ser realizado, pois há anos a empresa já havia expressado suas ideias sobre utilizar outros dispositivos mobile para a reprodução de músicas no lugar do iPod, pois o iPhone basicamente já conseguia realizar todas as funções que os iPods ofereciam e mais. Entretanto, alguns ainda tem o desejo de ter um aparelho dedicado para a música por alguns motivos e pensando nisso, iremos mostrar quais as melhores formas de se escutar música com qualidade.


Inicialmente, os celulares da Apple, os iPhones, "tomaram" a função de armazenamento e reprodução de músicas, motivo pelo qual os iPods foram criados. Entretanto, depois que os serviços de streaming de músicas ficaram mais populares, os celulares de maneira geral passaram a entregar algo que o "MP3 Player" da Apple não tinha na grande maioria de suas versões, a transmissão de músicas a partir da nuvem. Porém, ainda havia e ainda há a vontade de se ter um aparelho dedicado à música ou um hardware que entregue um diferencial para a qualidade de áudio.


DAP: O dispositivo mobile dedicado a reprodução de músicas:

DAP Sony Walkman NW-WM1ZM2. Fonte: Sony

 

Os Digital Audio Players, mais comumente chamados pela sigla DAP, são uma forma de escutar música com maior qualidade comparado aos celulares. A principal diferença está na seção de amplificação, apesar de muitos olharem somente para as capacidades do DAC (Digital to Analog Converter) em reproduzir arquivos de áudio em alta resolução. Para você ter uma ideia, um "MP3 Player" comum, como o iPod, tem somente uma potência de saída de 20mW por canal, enquanto o DAP FiiO X3, lançado em 2013, por exemplo, entrega 220 mW.

Mesmo se compararmos a um celular, a vasta maioria deles, fica aquém em termos de qualidade de som. Em um DAP se encontra um sistema de amplificação mais refinado e um bom DAC.


Além de uma amplificação de melhor qualidade, um DAP serve como um dispositivo independente para escutar suas músicas. Muitos gostam da ideia de ter algo exclusivo para apreciar seus músicos favoritos, sem que nada os distraia. Se pararmos para pensar, um celular realmente é um dispositivo com muitos recursos para nos distrair, principalmente ao instalar aplicativos de redes sociais, jogos e mensagens instantâneas.


Entretanto, conforme o tempo passou, os lançamentos de novos DAPs e a demanda do usuário fizeram com que a potência oferecida por eles aumentasse consideravelmente, fazendo com que o custo para a produção destes dispositivos encarecer. Isso fez com que as empresas buscassem alternativas para manter os DAPs atraentes. Uma delas foi a implementação do streaming de músicas em alguns modelos, mas isso não foi o suficiente para sustentar por muito tempo um bom nível de vendas.


Dongles: Os "adaptadores USB para fones de ouvido" (DAC/amps USB):

FiiO KA1. Fonte: FiiO

 

Em busca de uma solução que fosse mais barata e que entregasse uma boa qualidade de som, com uma boa capacidade de amplificação, as empresas aproveitaram o "desaparecimento" da saída de fones P2 (ou 3.5mm) dos celulares com a busca por "adaptadores USB" para conectar os fones de ouvido. Foi então que surgiu os DAC/amps USB ultra portáteis que utilizam a energia do celular para funcionar e oferecem uma qualidade de som superior à dos celulares.


O DAC/amp USB "ultracompacto", mais conhecido como "adaptador USB para fones de ouvido" é classificado de maneira generalizada como um dongle, termo utilizado para dispositivos que se conectam a porta de um aparelho para fornecer uma funcionalidade adicional ou permitir a "passagem" para a conexão de outro dispositivo.

A função principal do DAC/amp USB é permitir a conexão de um fone de ouvido com fio (cabeada) a um celular ou outro dispositivo que não possua uma saída 3,5 mm (P2), mas dependendo do hardware utilizado, o usuário pode obter mais que isso. Um segundo benefício da utilização de um DAC/amp USB é uma potência de saída maior que a oferecida normalmente em notebooks e smartphones, graças a um sistema de amplificação mais robusto.


Com a popularização dos fones de ouvido TWS (True Wireless Stereo), o argumento de venda dos "dongles" se perdeu um pouco. Foi aí que surgiram os DAC/amps USB com Bluetooth. Desta forma, é possível "transformar" qualquer fone de ouvido cabeado em "sem fio" (wireless).

DAC/amp portátil sem fio (wireless) Bluetooth iFi Go Blu. Fonte: stereo-news

 

Entretanto, ainda era possível oferecer ainda mais portabilidade e qualidade para aqueles fones de ouvido que possuem cabo removível. Então surgiu uma solução entre um fone de ouvido cabeado comum e um fone TWS, os módulos TWS Bluetooth.


Módulos TWS Bluetooth: Transformando fones de ouvido cabeados em TWS.

Os módulos TWS Bluetooth surgiram após a evolução dos cabos Bluetooth, que possuíam um circuito responsável por ligar os dois lados do fone de ouvido, receber o sinal Bluetooth (saiba como os arquivos de áudio são produzidos e enviados via Bluetooth aqui), converter os dados digitais em sinais analógicos e amplificando este sinal para que a música fosse reproduzida pelos drivers (saiba o que são drivers aqui). Graças a evolução do hardware, foi possível fazer com que circuitos muito compactos fossem colocados dentro de uma carcaça que possui um conector para ligar-se ao fone de ouvido, fazendo basicamente com que qualquer fone de ouvido com cabo removível se tornasse um "TWS".


Assim como nos dispositivos citados acima, temos um sistema de amplificação mais sofisticado comparado aos fones de ouvido TWS. Com isso, é possível obter uma qualidade de som maior e até pagar menos dependendo do modelo do fone de ouvido True Wireless que se estiver levando em conta.


Conclusão:

Embora os DAPs ainda sejam considerados uma boa solução para alguns, eles acabaram se restringindo aos usuários mais exigentes, que querem um aparelho dedicado para ouvir suas músicas e que tenha potência o suficiente para "empurrar" (amplificar devidamente) boa parte dos seus fones de ouvido. Mas a grande maioria das pessoas irão optar pelas outras alternativas citadas aqui de acordo com as suas necessidades. Atualmente, está havendo uma preferência maior pelos "dongles", principalmente para aqueles que possuem a função Bluetooth, embora isso encareça o valor comparado ao DAC/amp USB portátil normal.


Fontes: Oficina da Net, Apple, Techtudo, G1