O Drum and Bass é DELAS!

É nítido que o cenario Drum and Bass no Brasil é tomado e com certeza possui mais pessoas do sexo masculino do que do sexo feminino. Isso decorre desde os anos 90 por ser um estilo de musica e de vida um pouco marginalizado pela sociedade, mais voltado ao Underground e seus prazeres.


Nos anos 2000 com a "chegada" do Drum and Bossa, termo utilizado primeiramente por ninguem menos, ninguem mais que Marcos Valle, compositor de MPB, mas que ousou a adotar este nome "drum and bossa" por usar divresos elementos que eram oriundos do Drum and Bass em suas canções.


Foi Marcos Valle então que trouxe um novo modelo musical que poderia realmente despontar comercialmente falando, tirando o Drum and Bass do Underground e trazendo-o para dentro do cenário Drum and Bass até então "masculinizado", isso tudo com cantoras excelentes como Bebei Gilberto, Fernanda Porto, Patricia Marx entre outras.


O passo do Drum and Bossa foi tão importante na inserção do genero feminino dentro do Drum and Bass, que podemos afirmar que no Brasil, a escola feminina iniciou-se naquele momento e que posteriormente foi aflorado para outras vertentes dentro do Drum and Bass.


A música Sambasssim foi o que ergueu o lado feminino definitivamente dentro do nosso querido cenário que perpetuou-se durante muitos e muitos anos. Afinal esse trabalho incrivel iniciado por Marcos Valle, Patife, Fernanda Porto (foto acima) entre outros nomes deram o Brasil uma posição dentro do cenário mundial de Drum and Bass.


Em meados de 2003 foi quando a o Drum and Bass explodiu no Brasil de forma totalmente inesperada com a vinda de Kaleidoscopio, que trazia Ramilson Maia como DJ e nos vocais a bela e irreverente Janaina Lima, que consagrou musicas como "Tem que Valer", "Você Me Apareceu", "Meu Sonho" entre tantas outras.


Kaleidoscopio com certeza foi uma reviravolta no mercado musical brasileiro, o "grupo" de Drum and Bass, conseguiu tours no mundo inteiro indo da Italia ao Japão a todo momento, as musicas de Kaleidoscopio, também se tornaram temas de novelas e temas para compilações de empresas que ainda não tinham total entendimento do que realmente era do Drum and Bass como nas compilaões em que a Coca-Cola soltou com diversos Hits incluindo uma musica do grupo Kaleidoscopio.


No entanto, temos outras mulheres imporantes na cena que não aparecem ou que não são evidenciadas, voce sabia disso? Um otimo exemplo é a empresária e ex-dona do lendário Lov.e, Flávia Ceccato (foto ao lado) que foi essencial em abrir a casa pra o Drum and Bass e trazer noites incriveis com djs convidados e festas inteiramente de Drum and Bass, posteriormente dona do clube Hot Hot continuou a abrir a casa e dar chance ao nosso cenário Drum and Bass com muita alegria e muito som!

Algumas personagens da noite paulistana também aparecem por aqui e são responsáveis por deixar o cenário Drum and Bass mais atraente, como no caso da produtora Thais Bernardes, que possui um historico invejavel dentro do mercado musica, foi idealizadora do programa ELM (Electronic Live Music) que propagou o Drum and Bass de forma inesperada, dentro de um programa em que o genero musical ainda era "novidade" para a massa, atualmente Thais tem como ponta o projeto Smashing que tem visão 360 graus dentro do mundo da musica, é também a atual manager da mais nova DJ e produtora de Drum and Bass brasileira, chamada Luxiie, que já tem contrato assinado com a gravadora caça-talentos DNBB Records.


Luxiie por sua vez, é a primeira produtora musical e DJ de Drum And Bass do estado de Minas Gerais, tornando se a pioneira entre as mulheres nesse estilo. Mudou se para Belo Horizonte para aprofundar os estudos na música, especialmente na área de Gravação e Produção Musical.

Ela é uma artista completa, alem de ser multi instrumentista, é produtora musical, compositora e também DJ, possui uma experiência musical bem ampla. Pelos palcos, a artista já tocou em festas e eventos que possuem grande influência na cena underground belorizontina, tais como Encontros Urgentes, Resistência Junglist, Carnaval Kings Of Streets, Rua Do Bass, B-Club e Nujazz no Parque.


Luxiie continua crescendo e trabalhando para levar a música que ela acredita para mais pessoas.


Voltando à 2004, vale o resgate de uma artista e tanto que lançou praticamente por propria conta um excelente album baseado totalmente em Drum and Bass, o nome do album? "Drum and Bossa", que foi lançado de forma independente e traz nomes interessantes com remixes e collabs como de Mad Zoo. O album que está abaixo tem 15 faixas com referencias e elementos trazidos do mundo do DNB e da MPB, sejam eles mais leves, mais melancolicos ou mais pesados. Uma obra prima da musica independente! Com voces, apreentamos: Karla Sabah.


Confira o playslit do album abaixo:


Não podemos deixar de falar de nossa incrivel campeã de Mixes, DJ Fabz, percusora no Brasil do lado feminino no toca disco, levando aos ouvidos de todos o que menos se espera, muito MINIMAL E HEAVY DRUM AND BASS. Ao ver e conversar com Fabz, com certeza você imagina que o som que ela solta nas pistas seria algo proximo do Liquid Funky, mas como mencionamos um pouco acima, Fabz fica com o lado negro da força e faz isso com muita maestria.

Em maio de 2020, Fabz foi uma das vencedoras do Critical Sound Competition do label Critical Music, um dos grandes labels da atualidade da cena Drum & Bass mundial, e teve seu mix apresentado no Programa Critical Sound na Rinse FM UK, junto com o artista Enei.


Também em 2020 Fabz foi indicada a participar do concurso Top 100 Djanes Brasil da revista eletrônica Djane Mag Brasil, que elege em votação popular as 100 melhores Djs do Brasil. Além de ficar em 72 lugar, Fabz foi Destaque do Ano como melhor Dj Drum&Bass pelo seu trabalho único desenvolvido em um cenário predominante masculino como ressaltamos durante toda essa matéria.

Não podemos deixar de nomear também a Diretora de Videos, Filmes, Docs e Series Fernanda Telles, que desempenhou seu papel de direção no aclamado e tão solitário documentario: "Introduzindo o Drum and Bass no Brasil", sem seu empenho e dedicação este documentário essencial para a história brasileira do Drum and Bass, não haveria saido!







Por fim, gostariamos ainda de deixar em evidencia mais uma grande mulher que nos faz lembrar de tudo que ocorreram nas festas, que registra todos os momentos de alegrias e de frenesi, apresentamos Tati Piassentini, fotografa profissional conhecida na noite paulistana, principalmente nas festas da Forbass, que ocorriam no centro de SP. Tati já fotografou grandes nomes do DNB brasileiro e internacional e que com certeza, mesmo depois dessa pandemia toda, voltará para as festas com sua camera e incrivel criatividade para nos trazer mais registros importantes.


Com certeza existem outras inumeras mulheres batalhando na cena Drum and Bass brasileira e infelizmente não conseguimos material ou destaque para inserir nessa materia, mas podemos deixar claro que o Drum and Bass vem sido cada vez mais acolhedor com as mulheres e que isso é um grande passo para o contexto musical. Um brinde a todas elas!


Confiram nosso playlist que possui com certeza grandes mulheres da cenda brasileira e de fora:


peace!


#drumandbass

#drumbossa

#drumandbossa

#kaleidoscopio

#fernandaporto

#partriciamarx

#karlasabah

#djfabz

#smashing

#dnb

#drumbass