5 Maneiras De Arruinar Sua Presença No Spotify!



Se suas músicas vão bem no Spotify, isso significa alcance e mais receita.


Mandar os sinais certos para o Spotify pode levar a um enorme crescimento de público impulsionado por playlists personalizadas como o Discover Weekly (descobertas da semana.)

Mas e enviar os sinais errados para o Spotify? Isso pode arruinar as chances de sua música chegar a qualquer pessoa!


Por que o Spotify é tão importante para sua música?


Ir mal no Spotify (ou ter sua música REMOVIDA completamente) pode ser devastador para sua carreira musical. Porque o Spotify se estabeleceu como uma das forças mais importantes da música.

Nos últimos 12 anos, esta plataforma de streaming substituiu:

  • Lojas de discos (com catálogo digital infinito)

  • Rádio (com playlists e outras formas de escuta passiva)

  • Mixtapes (com listas de reprodução geradas pelo usuário)

  • Descoberta orientada por relações públicas (com recomendação editorial e algorítmica do Spotify)

  • E marketing de artistas (com ferramentas como Marquee, Canvas, anúncios em áudio, pitching de playlists etc.

Ao consolidar todas essas formas de consumo e descoberta em uma única plataforma, o Spotify abre caminho para usabilidade e compartilhamento contextual.


Como garantir que sua música vá bem no Spotify


Se você deseja que suas músicas sejam compartilhadas, ajuda se você entender como funciona o algoritmo do Spotify.


Quando você sabe o que o algoritmo do Spotify está procurando, pode posicionar melhor suas músicas para um engajamento de qualidade. Engajamento de qualidade é o que aumenta suas chances de um impulso algorítmico.


Então o que você deveria fazer? Coisas que se concentram em obter os ouvintes certos para sua música. Mas também há algumas coisas que você deve EVITAR fazer no Spotify.


Não faça essas coisas no Spotify:

1 – Direcionar tráfego indesejado


Pode parecer interessante aumentar seus números direcionando toneladas de tráfego não qualificado para sua música no Spotify. Mas desde o início, você quer na verdade engajamento de qualidade em vez de quantidade de streams.


Se você enviar 10.000 pessoas em um mercado em desenvolvimento direto de um anúncio do Facebook para o Spotify sem a necessidade de uma ação intermediária (como um clique extra em uma página de captura ou smartlink), poderá obter tráfego mais barato, mas uma audiência menos dedicada por porcentagem. Melhor ter apenas 1000 ouvintes com metade deles curtindo.


Se você fizer um sorteio aleatório valendo um vale-presente da Amazon de US$ 50, as pessoas vão ao Spotify pela sua música ou pelo prêmio?


OBSERVAÇÃO: Campanhas de fluxo para desbloqueio são ótimas, mas não quando o incentivo que você está oferecendo está desalinhado com a meta.


Em qualquer um dos cenários, você corre o risco de ensinar ao Spotify a coisa errada: que as pessoas chegam ao seu perfil e depois saem com a mesma alegria e facilidade.


2 – Ficar obcecado com Playlists Inúteis:


Ter streams passivis PODE ser ótimo, mas também podem ser nhéééééé.


E “nhéé” passa a mensagem errada.


Sim, sua música pode se encaixar muito bem em um rock dos anos 90 ou um mix de festa acústico ou EDM relaxante. As pessoas podem até ficar por perto e ouvir a música inteira sem pular. Mas sentado em meio a uma mistura de artistas que são mais conhecidos e amados do que você, pode mostrar ao Spotify que, embora suas músicas funcionem para audição passiva, ninguém está realmente se interessando por elas.


Se isso acontecer, quanto MAIS streams você receber em um contexto passivo, mais poderá provar ao Spotify que ninguém te ama. Geralmente, esses são os tipos de listas de reprodução que você encontrará quando fizer uma promoção de streaming massiva ou campanhas de pitching gerais.


Isso não quer dizer que construir seu currículo de playlists por meio de playlists geradas pelo usuário não possa ser eficaz. Só não fique obcecado com isso, porque há ocasiões em que você está colocando todos os ovos na cesta errada.


3 – Pagar por plays e posicionamentos:


NÃO registre bots, clique em fazendas ou esquemas de pagamento para jogar. Evite qualquer serviço que “garanta” streams ou posicionamentos em playlists.


CUIDADO! Listas de reprodução lixo não vão fazer nenhum favor à sua música. E escutas falsas são fraudes, porque essas transmissões são monetizadas.


Esta é a razão número um que eu ouço artistas dizendo “Fui expulso do streaming!” Você é atraído por uma promessa. Você acha que vai fazer você parecer legal. Mas essas jogadas estão confundindo os dados sobre quem seus verdadeiros fãs podem ser. Pior, você corre o risco de sua música ser removida do Spotify.


E por último, pare de mentir para si mesmo! Você sabe que não é uma atividade real. Se o seu ego está em jogo, coloque essa ambição em prática para encontrar fãs reais.

4 – Ignorar as Ferramentas da Plataforma


Apesar de ser fácil ser verificado com o Spotify for Artists, ainda há uma quantidade chocante de artistas cujos perfis parecem cidades fantasmas.


Tecnicamente, não tenho certeza se esse “erro” afeta negativamente o desempenho algorítmico da sua música ou não, mas posso dizer da perspectiva de um playlister ou de um fã em potencial, é uma visão ruim. Se alguém aparece em uma festa, você não quer que pareça que terminou anos atrás, ou pior – nunca começou.


Portanto, verifique. Personalize seu perfil. Use as ferramentas!


Entenda tudo sobre as ferramentas do Spotify para artistas.

O Spotify oferece muitas opções:

  • o botão Seguir

  • sua biografia

  • fotos

  • o cabeçalho

  • música fixada

  • Vídeos de tela

  • apresentação de lista de reprodução

  • datas de shows

  • integrações de mercadorias

  • Marquee

  • players incorporáveis

  • e mais

5 – Lançar Músicas sem Frequência:


Você não pode mais desaparecer. Pelo menos não por um ano ou dois…

Em nosso mundo digital da economia da atenção, você não pode se dar ao luxo de ficar ausente por muito tempo – porque terá que gastar muito mais tempo ou dinheiro recuperando o interesse que manteria mantendo um cronograma de lançamentos frequentes.

Para não perder força algorítmica, é muito útil fazer um mix de lançamentos:

  • Dois ou três singles que levam a um álbum

  • Algumas faixas após o álbum (demos, remixes, etc.)

  • Faixa ao vivo ou colaboração

Esquecemos de algum erro comum do Spotify?


Você fez outra coisa que também atrapalhou seu alcance no Spotify?

Nos conte nos comentários.


Fonte: CDBaby, Spotify4artists, Somos Musica